Nota de Falecimento - prof. Agnela Giusta

A ANPEd lamenta o falecimento da professora Agnela Giusta, uma referência em Psicologia da Educação no Brasil.  

 

Agnela Giusta foi professora na Universidade Federal da Bahia, nos anos 1970, de onde se licenciou para cursar o Mestrado em Educação na Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro. Aluna de Circe Vital Brasil, Franco Seminério e outros pesquisadores de ponta, fez parte de um grupo importante de estudiosos da psicologia soviética e de seus desdobramentos no Brasil. Tornou-se professora na Faculdade de Educação da UFMG em 1977, lecionou nas licenciaturas e fez parte de equipe de apoio pedagógico ao curso de Psicologia, onde colaborou em pesquisas sobre a formação do psicólogo na UFMG. Cursou o doutorado em Psicologia da Educação na USP, sob a orientação de Lino de Macedo, um dos principais estudiosos da teoria piagetiana no Brasil. A tese de doutorado de Agnela se tornou referência na análise dos processos cognitivos relacionados ao fracasso escolar.

De volta à UFMG, colaborou na pós-graduação em Psicologia e, como pesquisadora, contribuiu para a formação de muitos estudantes interessados nas relações entre cognição e cultura. Sempre ativa e bem informada, após a aposentadoria na UFMG, transferiu-se para a PUC-Minas, onde liderou a transformação dos cursos do Prepes em Mestrados profissionais em ensino, experiência pioneira no Brasil, com grande potencial de inovação pedagógica.

Agnela da Silva Giusta, como nos lembra a professora Regina Helena Campos, era admirada por questões que transcendem o âmbito profissional, por “sua grande generosidade e solidariedade para com amigos e colegas. Que seu exemplo de sabedoria, inteligência e bondade nos sirva de guia em nossa caminhada”.

Leia Também

Institucional

Institucional

Institucional

Institucional

Institucional

Educação

Institucional

Educação

Institucional