NOTA DE APOIO À UNILA e de REPÚDIO à EMENDA ADITIVA À MEDIDA PROVISÓRIA 785/2017

A Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd) vem a público manifestar-se em defesa da autonomia da Universidade Federal da Integração Latino Americana (UNILA) e em apoio à integridade de seu projeto original em favor da cooperação acadêmica Sul-Sul e da integração latino-americana, proposta acalentada desde a década de 1960, conforme registra as atas de reunião realizada pela União de Universidades da América Latina (UDUAL). Assim, a partir da fundação do Instituto Mercosul de Estudos Avançados (IMEA), em 2007, foi criada a UNILA, em 2010, com base na solidariedade e no diálogo intercultural e em busca da integração, do desenvolvimento sustentável, do respeito mútuo, da solidariedade e do compartilhamento de saberes. Por isto, a ANPEd apoia a UNILA e repudia a Emenda Aditiva à Medida Provisória nº 785/2017, apresentada pelo Deputado Federal Sérgio Souza (PMDB/PR), que, na esteira da criação da Universidade Federal do Oeste do Paraná (UFOPR), iniciativa que potencialmente ampliaria vagas públicas, propõe a diluição da UNILA, barrando um acalentado sonho de integração latino-americana por intermédio da Educação.

A ANPED entende que este ataque à UNILA compõe, junto com o recente ataque as condições dos bolsitas da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira(UNILAB), uma onda conservadora de contestação tardia de projetos autônomos e de inclusão social da universidade brasileira. UNILA e UNILAB são expressões fundamentais do diálogo Sul-Sul que indicam outra direção para a construção do conhecimento de maneira plural e intercultural. Defender a UNILA, a UNILAB e o conjunto das universidades públicas é defender a democracia na construção do conhecimento.

 

Diretoria da ANPEd

 

Clique aqui para baixar a nota em PDF

Leia Também

Institucional

Educação

,

Ética na Pesquisa