Em contexto de ocupação, UnB recebe a ANPEd Centro-Oeste 2016 para divulgar a pesquisa da região e apoiar toda forma de luta pela educação

Reportagem e imagens: João Marcos Veiga / Transmissões de vídeo: Paulo Carrano

O auditório Dois Candangos da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília (UnB) recebeu na tarde deste domingo (6) a abertura do XIII Encontro de Pesquisa em Educação da Região Centro-Oeste – Reunião Científica Regional da ANPEd. Com o tema “Projeto Nacional de Educação: desafio éticos, políticos e culturais”, o encontro ocorre em contexto de ocupação da Faculdade de Educação, desde quinta-feira (3), assim como em diversos outros prédios do campus Darcy Ribeiro. A ANPEd reconhece e caminha junto com o movimento. Dessa forma, mesmo acarretando algumas mudanças de programação e logísticas de última hora, o diálogo entre o evento e a movimentação dos estudantes levou a um momento de cooperação e união de esforços em torno de um objetivo comum, o combate ao desmonte social e da educação brasileira encampado pelo governo Temer, representado sobretudo pela PEC 241.

* Acesse todas as fotos da ANPEd Centro-Oeste 2016 no perfil da ANPEd no Flickr.

A abertura do evento contou com apresentação da Orquestra Juvenil da UnB, formada por crianças e jovens, que interpretando um repertório de Beethoven e Villa-Lobos a Beatles, mostraram com comprometimento e beleza a importância da atuação de uma universidade, que extrapola as atividades em sala de aula.

Ao lado da organização local, ANPEd Nacional e autoridades da UnB, na mesa de abertura estavam duas representantes da ocupação da Faculdade de Educação, que em assembleia realizada no sábado (5) por quase 300 estudantes decidiu por incorporar a ANPEd Centro-Oeste à ocupação, com liberação do prédio 1 da FE para as atividades. Pesquisadores do encontro também realizarão aulas especiais para os ocupantes até quarta (9). "As pessoas questionam o porquê da ocupação. A ocupação já tem um resultado muito positivo. Só de ampliar as discussões nesses espaços e em outros da sociedade já é uma conquista enorme pra nós", afirmou Maira Marques, estudante de Serviço Social da UnB, referindo-se ao debate de temas como a PEC 241 e a reforma do Ensino Médio. "Educação não é um gasto, é um investimento, não tem que ser mercantilizada, é um direito. Não aceitaremos nenhum direito a menos", posicionou-se a ocupante, que também pontuou que a ação na UnB tem inspiração no movimento de secundaristas que ocorre em todo o país.

* Assista trechos da fala na transmissão ao vivo realizada pela ANPEd através do aplicativo Periscope / Twitter.

Na sequência, Maria Abádia da Silva (UnB) e Kátia Augusta Curado (UnB), coordenadoras locais da ANPEd Centro-Oeste 2016, deram as boas-vindas a todos os presentes (público estimado de 1.500 pessoas para os quatro dias de atividades), reconhecendo o empenho de todos os envolvidos e a presença de coordenadores dos 19 programas de pós-graduação que compõem o Forpred Centro-Oeste. "O espírito é de alegria. São tempos difíceis, mas de reflexão, em prol de uma educação pública e de qualidade. Esperamos um espaço de diálogo, resistência e proposições em busca de novos horizontes, que serão escolhidos por nós, que somos os protagonistas. Solidarizar, apoiar, resistir e caminhar junto com os estudantes", disse Abádia.

* Assista trechos da fala na transmissão ao vivo realizada pela ANPEd através do aplicativo Periscope / Twitter.

A presidente da ANPEd, Andrea Gouveia (UFPR), iniciou sua fala agradecendo aos estudantes pela luta e pela acolhida ao evento, nesse contexto de ocupação, e sobretudo à organização local pela construção coletiva do encontro pelo Forpred Centro-Oeste - formato que ocorreu em todas as outras quatro regionais da ANPEd realizadas em 2016, com o apoio da Associação Nacional. Gouveia retomou o difícil momento político vivido no país, com o golpe contra o governo Dilma Rousseff, retrocessos e desmontes na educação. "Esperamos que esse evento e as nossas ações na pesquisa e na formação de pesquisadores seja uma forma contínua de afirmar nosso compromisso que não se confunde com o de elites golpistas."

Assista a trechos da fala na transmissão ao vivo realizada pela ANPEd através do aplicativo Periscope / Twitter.

Conferência

A conferência de abertura da ANPEd Centro-Oeste 2016, realizada na manhã desta segunda (7), foi proferida pelo professor Luiz Antônio Cunha (UFRJ), que abordou temas como laicidade e o avanço do capital privado na educação brasileira - debate que interessa a pesquisadores e à sociedade das cinco regiões do país.

 

 

* Assista trechos da fala na transmissão ao vivo realizada pela ANPEd através do aplicativo Periscope / Twitter.

-

* Acesse o site e a programação completa da ANPEd Centro-Oeste 2016.

Leia Também

Institucional

Institucional

Institucional

Institucional

Institucional

Institucional