Abertura da 39ª Reunião Nacional da ANPEd traz luta e resistência pela Educação Pública com conferência de Boaventura Sousa

Abertura da 39ª Reunião Nacional da ANPEd traz luta e resistência pela Educação Pública com conferência de Boaventura Sousa

Por Ana Carolina Moraes, estudante de jornalismo da UFF, monitora da #anped39
Fotografia Bruna Rezende, , estudante de jornalismo da UFF, monitora da #anped39
Supervisão equipe de jornalismo da ANPEd

 

A ANPEd (Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação) comemora seus 40 anos de existência, celebrando a educação pública e a pesquisa em sua 39° Reunião Nacional, na Universidade Federal Fluminense (UFF). A abertura do evento ocorreu neste domingo (20) na Cúpula Fundação Oscar Niemeyer, trazendo emoção e alegria. A ANPEd tem como tema neste ano “Educação Pública e Pesquisa: ataques, lutas e resistência”, com cinco dias de atividades no campus Gragoatá em Niterói. 

Além de discursos de representantes da ANPEd, foi assinado um acordo entre a Associação e a Universidade Popular dos Movimentos Sociais (UPMS), idealizado por Boaventura de Sousa Santos trazendo como uma de suas bandeiras a defesa da educação descolonizada. Após a assinatura, o grupo Slam das Minas trouxe poemas com mensagens sociais abordando temas como racismo e cotas, por exemplo. Boaventura, um dos mais importantes pensadores contemporâneos, encerrou a noite com conferência muito aguardada. O sociólogo afirmou que a educação é sempre a área mais atacada por governos autoritários em todo mundo, como no Brasil, mas que alguns princípios não podem ser tirados mesmo com cortes. Esse foi apenas o começo do que promete um congresso de educação desse porte, com apresentações de trabalhos, simpósios, reuniões de entidades, inúmeras discussões e atividades artísticas até quinta (24). 

A mesa de abertura da 39° Reunião Nacional contou com pesquisadores, estudantes e educadores associados à ANPEd, além de autoridades e professores da UFF. Professor de pós-graduação em educação da UFF e ex-secretário da ANPEd, Paulo Carrano acredita na importância do tema da Reunião Nacional para o cenário atual. “É a confirmação de uma existência necessária. A ANPEd é uma organização que nasceu no final dos anos 70 com a luta pela democracia contra a ditadura militar, e essa 39° Reunião também é uma luta pela democracia. Podemos dizer que há um processo hoje de desdemocratização, com o ataque ao saber e aos intelectuais. É um momento especial para a ANPEd”, afirma. Ele ainda conta que a expectativa é alta, sendo uma honra muito grande para professores ter um evento onde são esperadas mais de 3 mil pessoas. 

Presente na mesa de abertura, o deputado Flávio Serafini (PSOL) ressaltou a necessidade de resistência pela educação nos tempos atuais. “Esse é um evento importante pelo atual momento de crise que a educação no Brasil vem passando. Crise porque vem sendo subfinanciada, recebendo cada vez menos recursos, com menos crianças nas escolas e com um olhar autoritário tomando conta da sociedade brasileira, tentando interferir na dinâmica escolar, cerceando o processo de aprendizagem, perseguindo o professor e estabelecendo um mal estar no ambiente educacional”, afirma o também professor de sociologia. Outro deputado estadual presente na mesa foi Waldeck Carneiro (PT). Presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia e professor de pós-graduação em educação da UFF, ele acredita que o encontro “vai contribuir para que possamos construir estratégias de superação dessa quadra obscurantista que vivemos no Brasil”.

 

Este ano, o evento ocorre na Universidade Federal Fluminense na mesma Semana de Agenda Acadêmica da instituição, unindo a defesa da pesquisa e da educação com uma amostra das mais diversas pesquisas realizadas pela UFF e seus retornos para sociedade. “Mais do que uma honra, é um ato de resistência e avanço de qualificação da nossa missão em juntar ciência e educação em um movimento que abriga tanta gente. Vamos transformar o mundo!”, afirmou o reitor da UFF, Antônio Cláudio de Nóbrega. 

Além da UFF, a cidade de Niterói como um todo torna-se palco para a 39 Reunião da ANPEd. “É uma alegria muito grande estar aqui hoje recebendo todos os participantes da ANPEd e recebendo esse evento que é um dos mais importantes no mundo da pesquisa educacional”, afirmou Flávia Monteiro, Secretária Municipal de Educação da Ciência e da Tecnologia de Niterói e professora de pós-graduação da UFF. “Como secretária, eu quero que a cidade aproveite e que os profissionais participem dos fóruns e minicursos que a ANPEd oferece. Os professores da rede municipal estão animados e se inscreveram em mais de 500 atividades, aprendendo e trocando conhecimentos também.” 

 

Leia Também

Institucional

Institucional

Institucional

Institucional

Institucional

Educação

Institucional

Educação

Institucional

Institucional