XI Colóquio de Pesquisa Sobre Instituições Escolares

Data: 
27/11/2019 até 28/11/2019
Prazo de Inscrição: 
01/08/2019 até 27/11/2019
Prazo para Submissão: 
01/08/2019 até 26/10/2019
Local: 
Universidade Nove de Julho (Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP)

O Colóquio de Pesquisa Sobre Instituições Escolares foi, originalmen­te, uma realização do então Grupo de Pesquisa em História e Teoria da Profis­são Docente e do Educador Social (Gruphis), do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE), da Universida­de Nove de Julho (Uninove), por iniciativa do Grupo de História e Filosofia das Instituições Escolares da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em convênio com a Uni­nove. Os professores doutores Carlos Bauer, José Rubens Jardilino, Paolo Nosella e Ester Buffa foram os idealizadores desse evento de debate acadêmico e difu­são de ideias e pesquisas que também contou com valiosas contribuições do Grupo de Pesquisa HISTEDBR, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Entre 2004 e 2010, o colóquio teve periodicidade anual organizado por uma das linhas de pesquisa do PPGE, tendo tido os seguintes temas: 2004: Pesquisa sobre Instituições Escolares; 2005: Paradigmas e Institui­ções de Formação Docente; 2006: História e Cultura, as vozes dos pro­fessores e estudantes; 2007: As Instituições Escolares da Metrópole; 2008: Entre o Individual e o Coletivo; 2009: Formações Profissional e Política; e 2010: Universidade – História, Formação e Compromisso Social.

Entre os pesquisadores nacionais e estrangeiros que participaram das edições anteriores do colóquio, podem ser citados: Prof. Dr. Dermerval Saviani (Unicamp), Profa. Dra. Maria Ciavatta (UFF), Prof. Dr. Silvio Scanagatta (Universidade de Pádova, Itália), José Claudinei Lombardi (Unicamp), Carlos Monarcha (Unesp), Profa. Dra. Leila de Alvarenga Mafra (Umesp), Prof. Dr. Celso Ferretti (Fundação Carlos Chagas – FCC e Universidade de Sorocaba – Uniso), Prof. Dr. Amarílio Ferreira Jr. (UFSCar), Profa. Dra. Thérèse Hamel (Université Laval, Canadá), Profa. Dra. Diana Soto Arango (UPTC/Rudecolombia), Profa. Dra. Eveline Al­gebaile (UERJ), Prof. Dr. Ronaldo Marcos de Lima Araújo (UFPA), Pro­fa. Dra. Aparecida Neri de Souza (Unicamp), Prof. Dr. Alberto Martinez Boom (Universidad Pedagogica Nacional da Colombia e presidente de la Sociedad Colombiana de la Historia de la Educación), Prof. Dr. Reinaldo Rojas (Universidad Pedagogica Experimental Libertador e presidente de la Sociedad Venezuelana de la Historia de la Educación), Prof. Dr. An­tonio Ozaí da Silva (UEM), Prof. Dr. Pablo Toro Blanco (Universidad Alberto Hurtado – secretario de la Sociedad Chilena de la Historia de la Educación), Luis Eduardo Wanderley (PUC-SP), Profa. Dra. Berna­dete Gatti (Fundação Carlos Chagas – FCC), Prof. Dr. Valério Aracary (IFETSP), Prof. Dr. Ricardo Pérez (Universidad de Guadalajara – Méxi­co), Profa. Dra. Maria Isabel Moura Nascimento (UEPG), Prof. Dr. Alva­ro Acevedo Tarazona (Universidad Industrial de Santander – Colômbia) e Décio Gatti (UFU), José Sanfelice (Unicamp), Denice Catani (USP) e Marisa Bittar (UFSCar).

Em 2011, em sua oitava edição, o Colóquio de Pesquisa Sobre Institui­ções Escolares entrou em nova fase: pela tradição, alto nível dos debates, periodicidade e aumento crescente de participantes vindos de várias regi­ões do país e do exterior, passou a ser um evento organizado por todo o PPGE e em edições bienais. Teve como tema “Pedagogias Alternativas” e contou com o apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e da Uninove, instituição que o promoveu e abrigou.

O tema pensado inicialmente para o VIII Colóquio foi o da Pedagogia da Alternância, tendo evoluído para o tema Pedagogias Alternativas, por ser mais abrangente, envolvendo experiências e estudos relativos à Pedagogia da Alternância e também a alternativas educacionais que visam oferecer respostas a situações diversas que ocorrem nas maneiras de viver dos humanos. Os humanos não vivem da mesma maneira em todos os lugares, em todas as épocas e em todos os momentos. O “alter” de alternativa indica exatamente o outro, a alteridade. Há maneiras outras de se fazer educação, maneiras outras de fazer acontecer educação em instituições escolares e fora delas: seja no que denominamos de educação formal e de educação informal ou não formal. As mesas-redondas do evento trataram desses temas. Alternativas podem ser pensadas como as sucessões que ocorrem nas experiências educacionais nas quais há alternâncias de tempos dedica­dos à escola e ao trabalho, seja ao longo do dia, sejam no decurso das épocas do ano. Há alternativas na organização do funcionamento das escolas, há alternativas às escolas, há alternativas nas maneiras de se trabalhar dentro das escolas. Há maneiras diversas de desenvolvimento do trabalho didático com as diversas disciplinas, ou na proposição delas, ou mesmo em relação aos momentos de oferta de disciplinas no acontecer do currículo escolar.

O colóquio foi uma oportunidade para se pensar alternativas edu­cacionais no interior das instituições escolares e em alternativas a elas.

Em 2013, em sua nona edição, tivemos a realização do IX Colóquio de Pesquisa Sobre Instituições Escolares – História e atualidade do Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova. Na ocasião, a Profa. Dra. Ana Waleska Mendonça – PUC-Rio, Dr. Célio da Cunha – UNB, Prof. Dr. José Eustáquio Romão – UNINOVE, Profa. Dr. Marisa Bittar – UFSCar, Prof. Dr. Jason Mafra – UNINOVE, Prof. Dr. Marcus Vinícius da Cunha – USP, Profa. Dra. Ester Buffa – UNINOVE, Prof. Dr. Paolo Nosella – UNINOVE, Ester Buffa – UNINOVE , Prof. Dr. Marcus Vinícius da Cunha – USP, Prof. Dr. Antônio Joaquim Severino – UNINOVE, Profa. Dra. Cleide Almeida – UNINOVE, Profa. Dra. Libânia Xavier – UFRJ, Prof. Dr. Miguel Russo – UNINOVE, Prof. Dr. Celso Carvalho – UNINOVE, Prof. Dr. Eduardo Santos – UNINOVE e o Prof. Dr. Carlos Bauer – UNINOVE apresentaram e discutiram temas como Educação e Cultura no Manifesto dos Pioneiros, O Manifesto dos Pioneiros na historiografia, Aspectos filosóficos do Manifesto e Política educacional e o Manifesto dos Pioneiros.

Em 2015, a temática escolhida para marcar a realização do X COLÓQUIO DE PESQUISA SOBRE INSTITUIÇÕES ESCOLARES foi o Plano Nacional de Educação (PNE) – DESAFIOS E PERSPECTIVAS. O PNE é uma bandeira histórica de importantes porta-vozes da defesa da educação pública, laica, gratuita e de qualidade para todos, como é o caso do Fórum Nacional de Educação (FNE), da Associação Nacional de Pós-Graduação em Educação (Anped) e dos participantes das Conferências Nacionais de Educação (Conae) e do Fórum Nacional em Defesa da Escola Pública, que procuraram compreendê-lo como o resultado de um processo de discussão democrática que fosse capaz de formulá-lo em sintonia com as reivindicações mais caras e profundas da sociedade brasileira.

Em síntese, o PNE se constitui num conjunto de diretrizes galvanizadas pelas políticas públicas para a educação, do aparato legislativo e das condições estruturais e materiais necessários ao seu financiamento e ao consequente alcance das metas estabelecidas. Obedece ao preceito constitucional de que a educação é um direito universal e que todos devem ter a oportunidade de acesso e permanência na escola.

Nesse evento, estiveram conosco, compondo o quadro de debatedores e convidados externos, os professores Gilberto Gonçalves Garcia, Sofia Lerche Vieira, Raimundo Moacir Mendes Feitosa, Márcia Ângela da Silva Aguiar, Antônio Neves Duarte Teodoro, Dilvo Ilvo Ristoff, Roberta Stangherlim, Maria Beatriz Moreira Luce e Sérgio Roberto Kieling Franco.

Para esta décima primeira edição, os colegiados do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) e do Programa de Mestrado em Gestão e Práticas Educacionais (Progepe), elegeram a temática Desafios das instituições escolares na contemporaneidade: ensino, financiamento, conhecimento aplicado e formação de professores, traduzindo uma série de questões que motivam a reflexão sobre as responsabilidades dos programas de pós-graduação da área de educação no contexto atual e sobre os diversos embates enfrentados por seus pesquisadores, alunos e professores nas instituições escolares, nas universidades, nos movimentos sociais, nos centros de memória e investigação.

Refletir sobre a produção do conhecimento educacional, o presente e o futuro do processo formativo mais amplo e profundo é discutir o projeto de sociedade que vem sendo construído nos bancos escolares de nossas instituições de ensino, como também nas demais esferas da vida social em que a problemática educacional se produz e se desenvolve. É nesta perspectiva que preparamos a programação XI Colóquio de Pesquisa Sobre Instituições Escolares, com conferências proferidas por influentes e conhecidos pesquisadores e sessões de comunicações e pôsteres que favoreçam o diálogo crítico, propositivo e comprometido com a superação da barbárie e do obscurantismo que têm ameaçado a educação dos nossos dias.

A ANPEd não se responsabiliza pelas informações repassadas pelos respectivos eventos, assim como por certificados, comprovantes e e outros materiais referentes a eles.